quarta-feira, 20 de agosto de 2008

94ª Parte – GOVERNO OCULTO DO MUNDO (8) – Avisos Importantes...

AVISO IMPORTANTE ao Amigo Leitor!

Para você entender perfeitamente o conteúdo e intenção deste blog, não leia matérias isoladas! Use 10 minutos do seu precioso tempo, diariamente, e inicie sua leitura pela mensagem “Aviso Importante aos Novos Leitores” (14/06/08) e depois vá para a “1ª Parte” aqui postada, seguindo continuamente os capítulos, pois eles possuem um encadeamento entre si que o levará a entender perfeitamente o processo da Terra, bem como toda a nossa existência sobre ela. Minha intenção não é a de criar “medos” em hipótese alguma, mas sim puramente a de mostrar “verdades escondidas”, porém com muito “Amor” pelo meu próximo!

Paz! Hipátia III


1º AVISO IMPORTANTE:


QUERIDOS AMIGOS!


Comunico a todos que, por uma questão de acúmulo de atividades neste devido momento, passarei a postar as próximas matérias, temporariamente, em intervalos de até 3 (três) dias (e não mais diariamente como vinha fazendo até então!).


Mas, como disse, isso será temporário, sendo que deverá perdurar por uns dois meses, no máximo, quando voltarei ao ritmo anterior. Mesmo porque existe muita coisa, ainda, a ser colocado aqui, fatos de extrema importância, para que possamos nos situar inteiramente como humanos - moradores da superfície terrestre que somos... E, ao entendermos nossas origens, bem como toda a situação atual da Terra, tudo ficará mais fácil para que possamos cursar, com consciência, a nossa evolução espiritual.


Embora tenha a plena certeza da devida compreensão de todos, mesmo assim peço desculpas por esse transtorno, no que concerne aos espaçamentos das postagens de nossas mensagens...




2º AVISO IMPORTANTE:


Aproveito, também, para lhes repassar que recebi muito forte, intuitivamente, que deveria postar uma mensagem a vocês, sobre o tema VIGIAR SEMPRE, já que estamos numa fase difícil do Planeta, onde as “forças involutivas” estão tentando atacar os “pontos de luz” (Guerreiros da Luz) de todas as formas, com fins de ganhar espaços e adeptos cada vez mais...


Como tenho muitos sonhos cognitivos (desde criança), me veio, então, de lhes repassar um sonho que tive já há bastante tempo (mas que nem por isso deixa de ser extremamente atual) e que fala exatamente sobre esse assunto, de forma bastante significativa. Leiam sobre o sonho abaixo descrito e tirem suas próprias conclusões... Se sentirem vontade, façam seus comentários.

Muita Paz! Hipátia.


VIGIAR SEMPRE


Estava numa auto-estrada, super-larga, com várias pistas para cada sentido, muito bonita e bem conservada, na verdade com aparência de nova. Existiam 02 pistas que “iam” (num mesmo sentido), só que uma superior e outra inferior, há uns 50 metros de diferença de altitude de uma para outra. Não eram sobrepostas, mas sim paralelas.


Eu estava na superior e do lado direito da inferior; e dirigia um carro velho, de cor clara, calmamente, tendo ao meu lado o meu marido desta encarnação. Foi quando percebi um carro mais novo que o meu, de cor escura, vindo atrás de mim em velocidade normal, embora um pouco maior do que a que eu estava, tanto que, num certo momento, desviou pela esquerda e me ultrapassou. Quando já estava há uns 200 metros à minha frente, este carro fez um “cavalo de pau”, retornando bem na pista em que eu me encontrava, em sentido contrário, portanto, como se quisesse chocar-se conosco.


Continuei dirigindo tranqüilamente e à medida que percebi que este outro carro aumentava sua velocidade para nos atingir, também fiz um “cavalo de pau”, conseguindo desviar-me dele e fazendo-o passar por mim em grande velocidade. Num processo automático, passei a persegui-lo, observando-se que isto acontecia no sentido contrário da pista.


Quanto mais eu corria, mais sentia a força de meu velho carro, bem como o “poder” que me dirigia, numa velocidade inimaginável, à ponto de meu marido me inquirir sobre o que eu fazia, preocupando-se de que eu iria “matar” aquele ser que tentou nos destruir. E eu lhe respondi: “se não o destruirmos, ele vai nos destruir. E tenho de fazê-lo com a mesma arma que ele usou contra nós: a falta de emoções”.


Neste momento, meu carro conseguiu alcançar o “carro assassino”, e ao bater contra ele, o jogamos para a pista inferior da esquerda. Ao fazer a manobra para retornar e pegar o sentido correto da pista que “ia”, olhei para baixo e vi apenas o “ser”, sem o carro, atravessando a pista inferior, também para a esquerda, cujo semblante era caracterizado por uma espécie de “indiferença” (o que decodifiquei posteriormente como “falta de emoção”!).


Notei, entretanto, que ele tinha as mãos envoltas como numa meia, bem como os pés, mas em formato de bolas ou punhos fechados. Naquele momento, não tive dúvidas, tomando consciência de que ele era a representação do que chamei de “coisa ruim”, cujas mãos e pés nada mais eram do que “patas” - isto é, o mal, as forças involutivas, tentando me impedir no caminho evolutivo, tão bem representado por aquela auto-estrada.


Em seguida, uma voz me disse o seguinte: “Veja a importância do constante VIGIAR, pois as “forças involutivas” estão presentes à todo instante para atacar, para impedir tudo que for evolutivo em termos espirituais. Elas chegam de mansinho, com até certa insignificância, e quando você menos espera, pois encontra-se desprevenida, elas atacam com tudo e te vencem pelo susto, mágoas, medo, emoções enfim, já que estas “forças” são destituídas destas mesmas emoções. Vigiai sempre, ficai atenta à tudo, sem exceção, para que elas não te preguem uma peça e tentem criar obstáculos ao teu trabalho. A chave é esta!” – Acordei com tudo muito claro em minha mente consciente e, como sempre faço, deitei ao papel toda essa incrível mensagem de fundo cognitivo!

(01/10/91 – São Vicente/SP).


Obs: Continuação deste e do tópico anterior, na 95ª Parte deste blog (como item 8)



PAZ EM TODOS OS QUADRANTES!

Alto Paraíso, 21 de Agosto de 2008

Hipátia III

2 comentários:

Marcos Rezende disse...

Só não entendi uma coisa: devemos atacar as forças do mal ou simplesmente deixá-las onde estão?

A meu ver, no sonho, você poderia apenas ter desviado daquele carro que vinha na sua direção e seguir adiante na sua estrada da evolução, porque por mais que ele voltasse a te atacar, você já teria andado alguns metros mais nessa estrada e a toda vez que fosse atacada apenas se desviaria.

Assim, um dia, as forças se cansam porque você evoluiu tanto que já não é mais "atingível". E chega 2012! :)

Ótimo blog!

HIPÁTIA III disse...

Oi, Marcos! Prazer falar contigo!
Respondendo a tua pergunta, na minha opinião não devemos "provocar" as "forças do mal" e sim fazer a nossa parte, silenciosamente, à medida do possível. Mas, no momento em que sou "atacada", é porque fui identificada por elas, como uma "força opositora"! Então, chegamos num ponto (no caso do sonho) que seria eu ou ele, pois com certeza o "coisa ruim" voltaria, me alcançaria por ter um veículo mais possante, e não iria querer falhar pela segunda vez! Aí, entra o meu "direito" e "dever" de DEFESA - pois se eu não "cuidar" de mim, quem vai cuidar? Tem uma frase de Jesus que diz: "Os humilhados serão os exaltados". As Igrejas (de um modo geral) usam essa frase para deixar o povo submisso, decodificando a palavra "exaltado" como sendo ganhando o "reino dos céus", mediante você abaixar a cabeça frente às humilhações. Eu, particularmente, vejo de outra forma, ou seja, na acepção da palavra - exaltado - aquele que se rebela, que fica bravo, que vem na defesa de um direito seu, etc... Tanto que o próprio Jesus agiu dessa forma, junto aos mercadores do Templo! Agiu com exaltação, literalmente virando as mesas dos mercenários! Sendo assim, não acho que temos de ser passivos frente a determinadas situações; temos, sim, o dever, a obrigação de nos defender... No caso do sonho, usei da mesma arma com que ele me atacou, mas isso sim pode variar de caso para caso, já que os valores do "Bem" devem sempre imperar!
Obrigada pela participação aqui e Muita Paz!
Hipátia